Erros na gestão industrial: como evitá-los

Erros na gestão industrial: como evitá-los

A gestão eficiente é um desafio constante, mas recompensador. Indústrias que focam na sua produtividade obtém resultados mais significativos e duradouros, controlando os indicadores de desempenho com mais segurança e precisão. Então, para isso devemos evitar os erros na gestão industrial.

No setor industrial, uma das preocupações mais comuns está na fábrica. A capacidade de se integrar, de forma harmônica, os diversos processos produtivos e os demais departamentos operacionais é um dos principais objetivos. De forma geral, é possível dizer que uma boa gestão industrial permeia entre processos, pessoas, tecnologias e demandas externas.

No cotidiano das indústrias, porém, alguns erros recorrentes costumam comprometer a eficiência da operação e, por consequência, impactar negativamente na performance da empresa.

A seguir listaremos alguns dos principais erros na gestão industrial, então boa leitura!

 

Principais erros na gestão industrial e como evitá-los

 

Manutenção corretiva e não preventiva

Muitas indústrias encaram a manutenção de máquinas como uma medida corretiva e esporádica. Quando na verdade o correto é realiza-la preventivamente.
Manutenções urgentes geralmente implicam em custos mais altos e prejudicam a produção, aumentando o prejuízo, gerando retrabalho, perdas de material e de tempo.

Estar preparado para os possíveis problemas garante que não existam falhas graves no futuro. Então, trabalhe sempre com a previsibilidade, desta forma não haverá nenhum aperto financeiro por conta de manutenções urgentes.

O retrabalho é um dos causadores de erros que afeta diretamente no tempo que levamos para concluir algum processo ou tarefa. Quer saber como o retrabalho afeta o desempenho e produtividade da sua empresa? Produzimos este eBook gratuito para você com: tudo o que você precisa saber para evitar o retrabalho e ninguém nunca te falou.

Basta clicar na imagem para realizar o download 🙂

Blog  Erros na gestão industrial: como evitá-los

 

Insuficiência de treinamentos

Garantir que os colaboradores sejam constantemente treinados e requalificados é determinante para o crescimento do negócio. Principalmente em um segmento marcado pelas constantes inovações e melhorias tecnológicas.

Então, mantenha sempre sua equipe treinada, invista em cursos, workshops, palestras, entre outros. Além de aumentar a produtividade, investir no seu time faz com que diminuam os retrabalhos e os erros. Então, em contrapartida teremos a redução de custos.

 

Demanda mal calculada

É  preciso adequar a capacidade de produção industrial às demandas já comprometidas. Nesse sentido, pecar pelo excesso gera custos de armazenamento e eventuais prejuízos de validade, o que reforça a importância de planejar com cautela a etapa produtiva, definindo prioridades.

Não aceite pedidos maiores que a sua equipe e empresa são capazes de fazer. Além de não realizar a entrega do pedido no prazo determinado. Demandará um desgaste muito grande do time e atrapalhará todo o fluxo de produção dos próximos pedidos. Sendo assim, perdendo a credibilidade da sua empresa e gerando mais prejuízos.

 

Informações desordenadas

Muitas indústrias fragmentam suas áreas e não integram os seus processos, prejudicando a visão sistêmica do negócio e acarretando decisões infundadas e equivocadas. Dados estratégicos sobre produção, estoque, mão de obra e finanças, por exemplo, devem estar sempre atualizados e organizados, sendo facilmente acessados pelo gestor.

O primeiro passo para melhorar o desempenho industrial é ajustar processos defasados. Planejar e acompanhar, bem como eliminar os erros mencionados, portanto, é um bom começo rumo à alta performance, pois corrige deficiências decisivas no processo produtivo.

Então, se está com dificuldades em centralizar as informações da sua empresa e ter um controle maior sobre as mesmas te indicamos este artigo que fizemos exatamente sobre este tema.

Confira:


Como resolvo o problema de descentralização de informações na minha empresa?


 

Não utilizar um software de gestão integrada

Para que seja possível tomar decisões com segurança, garantindo seus benefícios, é indispensável dispor do controle operacional e ter à mão indicadores amplos e integrados de toda a operação.

O uso de um sistema de gestão (sistema ERP) viabiliza a integração das áreas empresariais, inclusive de todo o processo industrial, desde a engenharia do produto a ser fabricado até o controle do chão de fábrica. Além disso, por meio de um recurso adicional chamado Dashboard, é possível visualizar de forma gráfica os resultados operacionais, cruzando dados estratégicos previamente configurados de acordo com a necessidade do negócio.

 

Local de trabalho inadequado

A industria é um organismo que depende integralmente de seus colaboradores e de como eles trabalham. Então, prover um local de trabalho adequado é algo que deve ser levado a risca, caso queira manter a produtividade e o bem estar de seus colaboradores .

Pense sempre na segurança e acessibilidade.

 

Má alocação da equipe

Utilize e aloque seus colaboradores de forma efetiva e ordenada.  O excesso ou escassez de trabalhadores em determinado setor deve ser evitado e é função do administrador da fábrica avaliar e achar este equilíbrio.

Sempre aloque seus funcionários onde a sua utilidade será maior, podendo exercer totalmente seu potencial. Ou seja, trabalhadores ociosos ou utilizando as habilidades inadequadamente, podem gerar perdas financeiras e produtivas enormes para a empresa. Causando muitos prejuízos.

 

Falta de comunicação

Dados sobre a produção, estoque, funcionários, finanças e demandas devem sempre estar atualizados, organizados e com fácil acesso ao gestor industrial. No entanto, como muitas fábricas têm as suas áreas fragmentadas, as informações muitas vezes se desencontram! Então, não é possível avaliar o estado real dos processos, o que leva a escolhas erradas na hora das tomadas de decisão.

Uma maior integração e comunicação entre a equipe é fundamental para agilizar processos e otimizar a produção!

 


 

Neste artigo foi possível identificar alguns erros na gestão industrial e saber como evitá-los. Gostaria de aprofundar-se mais no assunto? Conte com a Areco para isso e fale com um de nossos especialistas gratuitamente!

One thought on “Erros na gestão industrial: como evitá-los

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *