Quais métodos podem auxiliar sua empresa em tempos de crise

Quais métodos podem auxiliar sua empresa em tempos de crise

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

As crises são difíceis de serem previstas, mas ocorrem com muita frequência. De acordo com um estudo realizado pela consultoria Bain & Company, o Brasil já sofreu com as consequências de cinco períodos de crise somente nas últimas três décadas. E em épocas em que a economia está desfavorável apenas as empresas mais preparadas conseguem progredir e se destacar no mercado, ocupando uma posição à frente da concorrência. Acompanhe quais métodos podem auxiliar sua empresa em tempos de crise e boa leitura!

 

Planejamento mais eficiente

O software de gestão empresarial é uma ótima ferramenta para o planejamento de atividades e processos de uma empresa. Isso porque ele fornece uma grande quantidade de dados, atualizados e integrados. Eles podem ser usados tanto pelos gestores como pela equipe para fazer um planejamento mais realista e eficiente. Assim, as chances de a empresa contornar os problemas impostos pela crise acabam ficando maiores.

Ainda neste tópico, vamos dar algumas dicas sobre como elaborar um planejamento mais eficiente:

 

Detalhamento

O planejamento deve começar a partir das respostas para três perguntas: o quê, quem e quando. Ele deve ser trabalhado em cima de atribuições, tarefas e prazos para ser eficaz.

Plano

Quando o planejamento está bem definido, a empresa consegue identificar os recursos, o tempo e o dinheiro para a implementação do plano de ação.

Foco

Para entender qual o foco correto para ser seguido em todas as metas da empresa, é necessário entender onde ela quer chegar.

Por exemplo: a empresa precisa faturar R$ 50.000,00 em um determinado mês. Eu sei que para atingir este valor, preciso que, em média, 50 clientes estejam investindo no meu negócio.

Para 50 clientes investirem, preciso gerar pelo menos 100 oportunidades. Para gerar 100 oportunidades, tenho a necessidade de ter como base 500 SQLs. (“Sales Qualified Leads – são as leads que estão realmente inclinadas para efetuar uma compra com a sua empresa. Nesse estágio, é possível encontrar as melhores opções em conversão de vendas e deixar que o seu time de vendas trabalhe em cima desses usuários.”).

Para gerar 500 SQLs, a empresa precisa captar 3.000 MQLs. (“MQL (Marketing Qualified Leads é um estágio específico em que algumas leads se encontram. Nesse momento, elas já estão em um estágio de educação mais avançado — sabem quais os problemas possuem e o que precisam para resolvê-los, mas ainda estão em busca de uma empresa capaz de suprir essas necessidades.”).

Para chegar ao número de 3.000 MQLs, sei que preciso gerar 12.000 leads e, por fim, gerar então 50.000 visitantes.

Este é um exemplo de construção de meta que você pode usar como norte para construir as metas dentro da sua empresa.

Realismo

O planejamento só é levado em consideração e apoiado pela equipe se for realista. Por um lado, enquanto uma meta inatingível pode causar uma sensação fictícia em todos os colaboradores, uma meta considerada fácil pode causar uma falsa sensação de bom desempenho. O ideal é que as metas sejam trabalhadas em cima das direções que a empresa deseja seguir e objetivos que tem a pretensão de alcançar.

Relevância

As metas devem direcionar a empresa, como dito anteriormente, a alcançar seus objetivos. Pouco farão sentido se estiverem em torno de objetivos que não trazem retorno. Seja qual for a definição de retorno para a organização.

Cronograma

“O que não tem data de entrega, jamais é entregue”.

Prazos precisam ser estabelecidos para que o planejamento tenha sucesso! Por esse motivo, estabeleça um cronograma individual e em equipe.

Colaboração

Já ouviu aquela frase “tenha pensamento de dono?”. É importante que este pensamento tenha início já na contratação. Quando a empresa contrata pessoas que estejam alinhadas com o perfil comportamental e técnico da corporação, ela tem confiança que aquele(a) colaborador(a) será capaz de tomar decisões frente à um problema ou à uma inovação sem ter a necessidade de ter uma gestão centralizadora, pois todos os colaboradores já carregam o espírito de fazer o que é melhor para a empresa.

Execução

A execução deste planejamento exige que haja constante avaliação em cima das metas e das métricas. Isso permite que haja redefinição de metas e adequação do planejamento em relação as mudanças bruscas do mercado ou da economia (tomando como exemplo a Pandemia causada pelo COVID-19).

Automação

Por fim, para planejar, é necessário focar em alguns pontos como: informação precisa, relatórios detalhados e ferramentas de processamento de registros. Desconhecemos empresas e segmentos que tenham atingido um nível de crescimento ou maturidade sem a necessidade de um sistema de automação. Investir em softwares de gestão também é uma forma de planejar de forma eficiente.

 

Melhor gestão empresarial

Os relatórios gerados por um ERP são muito precisos, pois englobam todos os departamentos da empresa. Isso dá aos gestores a possibilidade de fazerem uma coordenação melhor do fluxo de caixa da organização, assim como do estoque e de toda a produção. Com relatórios mais exatos, eles podem evitar o desperdício mais facilmente e identificar onde estão as despesas que podem ser cortadas dentro da empresa – uma tarefa crucial, principalmente em tempos de crise.

Neste tópico, damos alguns exemplos para te ajudar a evitar desperdícios de maneira genérica, acompanhe:

 

Diminuir os custos fixos

Este é o primeiro ponto de atenção. Os custos fixos merecem uma atenção especial e podem ser negociados, como por exemplo, o aluguel da sala ou do prédio. Os gastos com energia elétrica e água também podem ser revistos, assim como de telefone.

Os custos fixos devem ser cortados sempre que for possível. Se existir a possibilidade de manter os colaboradores ou parte deles como Home Office, o faça. Essa atitude auxilia na diminuição dos custos fixos.

 

Custos variáveis: fornecedores

Os custos com os fornecedores nem sempre são levados em consideração quando o assunto é armazenar estoque, matéria-prima, insumos, etc. A primeira decisão sempre baseia-se em manter o estoque com um pouco mais do que ele precisa para imprevistos. O que não é o caso dentro de uma situação de crise, negociações anteriores com os fornecedores para chegar ao melhor preço e, assim, comprar em maior quantidade não é uma opção.

Entre em contato com o seu fornecedor e avalie junto com ele se é possível manter o preço para quantidades menores. Caso não seja possível, refaça sua pesquisa de mercado. Talvez outros fornecedores estão oferecendo negociações mais vantajosas para a sua empresa.

 

A tecnologia é seu braço direito e esquerdo!

O auxílio da tecnologia merece atenção redobrada! Ela ajuda a diminuir os custos de duas formas: primeiro, o controle financeiro é um recurso poderoso dentro dos softwares de gestão. Com ele, é possível monitorar a entrada e a saída de recursos do negócio. Recurso fundamental para realizar cortes de maneira consciente.

Além de tudo, o uso da automação nos auxilia a diminuir gastos em série. Como por exemplo: a mão de obra.

 

Não tenha receio de pedir ajuda

Não poderíamos deixar de ressaltar a importância do auxílio de especialistas e consultores neste processo. Os profissionais de contabilidade, por exemplo, podem se tornar grandes parceiros de negócio. Eles auxiliarão a realizar uma análise com mais precisão da sua organização. Também terá o auxílio de demonstrações de fluxo de caixa e de resultado de exercício.

Desta maneira, você terá em suas mãos mais informações para concluir quais gastos poderão ser cortados na empresa.

 

Eliminação de interfaces manuais

Para realizarem avaliações de desempenho e se manterem atualizados acerca das metas de cada equipe, muitos gestores recorrem ao uso de planilhas físicas, que são desconexas e não dão agilidade na hora das tomadas de decisão. Com o ERP, todas as interfaces manuais são eliminadas e os gestores passam a fazer análises de forma ágil e rápida através do próprio software, o que ajuda a eliminar os desperdícios de tempo e ganhar competitividade.

 

Rápida identificação de problemas

O funcionamento de uma empresa é bem semelhante ao de uma máquina. Várias engrenagens operam ao mesmo tempo para garantir que tudo ocorra bem. E quando uma delas falha, todo o sistema é comprometido. Em muitas organizações, o impacto que determinadas ações que um setor têm, em outros (muitas vezes) é desconhecido. Este problema, normalmente, é sanado com o ERP, já que ele ‘enxerga’ a empresa como um todo e contribui para a identificação dos problemas.

Se atualmente sua empresa ainda não trabalha com um Sistema de Gestão ou seu Sistema de Gestão é engessado, apresentamos o método MASP (Método de Análise e Solução de Problemas).

Este é um processo de melhoria apresentado em 8 etapas. Cada uma dessas etapas contribui para a identificação dos problemas e a elaboração de ações corretivas e preventivas para eliminá-los ou minimizá-los.

O método propõe a seguinte ordem na tratativa de problemas:

  1. Problema: identificar o problema;
  2. Observação: analisar as características do problema;
  3. Análise: determinar as causas principais;
  4. Plano de ação: conceber um plano para eliminar as causas;
  5. Ação: agir para eliminar as causas;
  6. Verificação: confirmar a eficácia da ação;
  7. Padronização: eliminar definitivamente as causas;
  8. Conclusão: recapturar as atividades desenvolvidas e planejar para o futuro.

A seguir inserimos uma tabela de orientação para apresentar as etapas e uma descrição do seu funcionamento:

Blog  Quais métodos podem auxiliar sua empresa em tempos de crise

 

Automatização de tarefas que tomam tempo

Em uma empresa, todas as atividades devem ser acompanhadas constantemente pelos gestores. Mas esta tarefa não é muito fácil de ser realizada, e geralmente leva muito tempo. Com o ERP, todos os processos de trabalho são integrados e automatizados, permitindo que os gestores não percam tempo com inserção de dados e conferência de informações e foquem em atividades mais importantes.

 

Comunicação ágil e menos custosa

Em muitos negócios, cada setor tem seu próprio “universo”. Neles, a comunicação entre as diferentes equipes é praticamente nula, o que acaba fazendo com que os funcionários não trabalhem focados nos mesmos objetivos. A adoção de um ERP pode resolver este problema, através da integração dos diferentes setores da empresa, tais como comercial, marketing, financeiro e administrativo.

Esta integração, além de tornar a comunicação mais ágil, eficaz e menos custosa, ainda pode garantir que todos os colaboradores permaneçam focados nas mesmas metas e objetivos, não perdendo tempo com atividades desnecessárias e desempenhando seus papéis de forma adequada. Somente assim a empresa conseguirá aumentar a produtividade da sua força de trabalho e sair da crise ilesa.

 

Otimização das tomadas de decisão

Em uma crise financeira, o mais importante é focar naquilo que é realmente importante para a empresa. Assim as metas planejadas sejam alcançadas. O ERP permite que decisões sejam tomadas de forma assertiva e mantenham o foco em atividades que realmente tragam resultados para o negócio, elevando assim a lucratividade e a competitividade da empresa no mercado.

E você, já está contando com um ERP para driblar a crise econômica atual? O que mais você acha que ele pode oferecer às empresas em tempos de crise? Compartilhe suas dúvidas, opiniões e experiências conosco nos comentários!

 

Como garantir a produtividade da sua empresa em meio à crise?

Como garantir a produtividade da sua empresa em meio à crise?

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Sabemos que a princípio o momento agora é de atenção e corte de gastos nas empresas. Muitas companhias já vêm sofrendo os impactos negativos do COVID-19. Somente nos Estados Unidos já são 10 milhões de desempregados em apenas 2 meses.

Mas como garantir a produtividade da sua empresa em meio à crise? Quais medidas e ações devemos tomar? Como minimizar os impactos?

Devemos ficar atentos às mudanças e nos programar para a retomada, ainda não sabemos ao certo quando o cenário estará propicio para tal ação, mas nesse momento é essencial manter um planejamento baseado na previsibilidade.

Separamos alguns tópicos que devem ser levados em consideração para manter a produtividade e o desempenho da sua empresa, veja a seguir:

 


Tempo de leitura: 8 minutos


 

Acompanhamento e monitoramento das operações e métricas

Fique atento! Acompanhe regularmente os pilares e indicadores da sua empresa, como vendas, satisfação dos clientes, qualidade, atendimento, movimentação de caixa, estoque, índice de inadimplência, entre outros. Monitorar regularmente estes indicadores e ainda discutir as métricas de cada um com o time faz com que fiquemos atentos às mudanças e possamos ter uma tomada de ação rápida e eficaz caso aja necessidade, além de manter todos alinhados.

 

Empatia profissional

Durante esse período, como mencionado na introdução, o índice de desemprego tem aumentado consideravelmente ao redor do mundo. Devemos nos atentar aos nossos colaboradores. Sabemos que não somente os próprios colaboradores dependem do próprio salário para sobreviver, mas sua família também. Por esse motivo, ter empatia e entender a situação de cada colaborador é fundamental.

Suspender as efetivações, promoções e contratações neste período é uma atitude inteligente. Garantir nesse momento a segurança financeira é essencial para que não seja necessário tomar nenhuma medida drástica posteriormente.

 

Comunicação é a base de tudo

Colete as informações e dados de todos os departamentos regularmente e deixe todos os colaboradores cientes, na medida do possível, da situação na qual a empresa se encontra. Independente dos desafios que cada um está enfrentando, é preciso que haja um plano de ação estruturado, e que também leve em consideração as opiniões e percepções dos seus colaboradores.

A comunicação e a transparência nesse momento é algo essencial e indispensável, tanto para comunicação de notícias boas quanto o oposto. A empresa inteira deve estar alinhada, pois o que está em jogo não é somente o faturamento, e sim a preservação de tudo que foi construído até o momento.

Isso vale também para seus clientes, posicione-os em relação aos seus desafios. A parceria é estabelecida também pela transparência. Eles estão atravessando pelo mesmo momento que você.

Cuidado ao transmitir mensagens e comunicados. Em um momento tão delicado como esse, existe uma linha tênue entre transmitir mensagens com seriedade e clareza e mensagens de desespero e alarde. Tenha cautela para não transmitir a imagem de uma empresa oportunista, querendo lucrar em meio ao caos – este é o momento fundamental para sermos empáticos.

 

Planos de ação

Atualmente, o mercado e a economia não estão se comportando da maneira habitual. Muitas medidas e ações estão sendo tomadas e é dever das empresas agora analisarem essa situação e criarem planos de ação para tentarem ter uma visão mais ampla da situação, por mais que o futuro ainda seja incerto.

Levando isso em consideração, devemos pensar a partir de alguns pontos. Em qual situação sua empresa se enquadra no momento?

 

  • Positiva: a empresa consegue manter o ritmo normal em meio à crise;

 

  • Negativa: a empresa não consegue manter o ritmo normal em meio à crise e as vendas estão caindo drasticamente;

 

  • Objetiva: a empresa entende qual seu cenário atual e procura outros meios para se manter;

 

  • Calamidade: a empresa corre o risco de fechar as portas para sempre por conta da queda de faturamento.

 

Pensando a partir deste ponto podemos entender a nossa situação atual em meio à pandemia e ter novos horizontes.

Separamos algumas dicas que podem auxiliar nessa decisão sobre quais medidas devemos tomar. Além disso, o SEBRAE separou uma página com diversos artigos para empresários. Orientações essenciais neste momento de crise, clique aqui.

 


Se você está curtindo esse artigo, também vai gostar de:


 

Dicas para diminuir o impacto causado pela pandemia

 

Presença digital

Aproveite que muitas pessoas – que são potenciais consumidores – estão nas suas casas e invista no marketing digital, ele é seu maior aliado no momento. Use a tecnologia a seu favor para gerar oportunidades de negócio.

 

Qualidade

Nós sabemos que manter a qualidade dos nossos produtos e serviços é algo indispensável na empresa, agora focar nessa questão nunca foi tão essencial para manter a fidelidade e satisfação dos clientes.

 

Férias

Está chegando perto de vencer as férias de algum colaborador? Ou tem a possibilidade de dar férias coletivas? Este é o momento, aproveite para antecipar.

É um meio seguro de realizar o distanciamento garantindo os direitos e benefícios dos colaboradores.

 

Redução de custos

Faça uma avaliação meticulosa sobre os gastos da sua empresa, tente reduzir os custos ao máximo, pensando sempre na previsibilidade e na prioridade.

 

Economize

Tente reduzir os recursos que não são indispensáveis. Despesas mensais, como contas de água, energia e insumos, devem ser reavaliadas.

Mantenha sempre os colaboradores cientes das medidas tomadas, pois eles são pilares essenciais para a eficácia da economia da organização.

 

Compre fracionado

O momento é de minimizar e prevenir perdas. Tente evitar as compras em excesso e em grande escala, se for necessário faça a compra fracionada, desta forma reduzirá os custos e não ficará com estoque parado.

 

Negocie

Sabemos que no momento o faturamento pode estar caindo e a inadimplência deve ser evitada, principalmente agora. Portanto, para não prejudicar o seu caixa, tente negociar com os seus clientes, lembre-se: eles podem estar passando pela mesma situação que você.

 

Areco Sistemas Empresariais é sua parceira agora, amanhã e sempre. Conte conosco para superar as dificuldades do cenário atual e, é claro, preservar o crescimento do seu negócio a médio e longo prazo. Estamos aqui para você.

 

Blog  Como garantir a produtividade da sua empresa em meio à crise?

Como migrar para o Home Office após o isolamento social

Como migrar para o Home Office após o isolamento social

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Tempo de leitura: 15 minutos


Sabemos que você já deve ter lido milhares de conteúdos de Home Office por aí, nós também lemos. A realidade é que não estamos vivendo dentro de um movimento de escala mundial onde a maioria das pessoas resolveu aderir ao trabalho remoto, estamos vivendo um cenário de incertezas e de isolamento social onde qualquer tipo de conteúdo relacionado ao tema ganha uma enorme força e o bombardeio de informações muitas vezes satura.

Uma coisa é certa, a mentalidade da maioria das pessoas será outra dentro das organizações pós pandemia, mas essa não é uma afirmação para assustar e sim, com o intuito de preparar você, nosso leitor, para novos cenários tecnológicos, como por exemplo a adesão definitiva do Home Office, ferramentas para auxiliar esse tipo de trabalho, dentro outros. E, modéstia parte, de tecnologia a gente entende bem!

Então, nos acompanhe e boa leitura! 😀

Ferramentas para colaborar a distância

Muitas ferramentas já existiam no mercado para auxiliar os profissionais que utilizavam deste método de trabalho, entretanto hoje elas estão em alta e podem colaborar e agregar na nossa rotina profissional. De todo modo, como abordamos na introdução: estamos dentro de um cenário em que precisamos correr contra o tempo para nos adaptarmos à rotina remota. Algumas empresas já viviam essa realidade, outras não – então não se sinta pressionado(a) a aderir e entender todas as dicas que damos aqui, faça no seu tempo e dentro da sua realidade.

A seguir veremos algumas dessas ferramentas e suas funcionalidades. Muitas delas você provavelmente já deve ter ouvido falar, mas agora saberemos um pouco mais sobre o que elas realmente podem nos trazer de benefício.

Vamos separar por algumas categorias para facilitar!

Vídeo Conferência

  •  Zoom

O Zoom é um serviço de videoconferência baseado em nuvem que você pode usar para se encontrar virtualmente com outras pessoas por vídeo ou somente áudio ou ambos, durante a realização de bate-papos ao vivo e permite gravar essas sessões para visualização posterior.

  • Hangouts

Seguindo quase que os mesmos parâmetros do Zoom, o Hangouts consiste em uma plataforma de comunicação a distância de mensagem instantânea desenvolvida pelo Google, onde você pode realizar chamadas de texto, áudio ou vídeo com mais de uma pessoa.

  • Skype

É um software usado comumente no computador que foi substituto do conhecido MSN, hoje em dia você consegue conversar por texto, áudio e vídeo também. O Skype é gratuito para download e utilização, mas existem algumas funcionalidades que são pagas. Pode ser utilizado no celular, no computador ou no tablet.

 

Armazenamento em nuvem

  • Google Drive

O Google Drive um software em nuvem que cria e armazena documentos, permite edição e acesso a mais de uma pessoa e tem um excelente mecanismo de busca de arquivos.

  • OneDrive

Funciona basicamente da mesma forma que o Google Drive, porém a opção da Microsoft – OneDrive – oferece o melhor custo-benefício atualmente: armazenamento infinito com um valor menor que os concorrentes.

  • Dropbox

O Dropbox armazena e compartilha arquivos, faz backup automático e oferece espaço extra para cada pessoa que você recomendar.

 

Planejamento

  •  Google Calendar

 É um serviço de agenda e calendário on-line oferecido gratuitamente pela empresa Google. Disponível em uma interface web, dentro do Google Calendar, é possível adicionar, controlar eventos, compromissos, compartilhar a programação com outras pessoas, agregar à sua agenda diversas agendas públicas, entre outras funcionalidades.

  • Trello

O Trello é uma plataforma popular de gerenciamento e organizações de tarefas, individuais e em equipe. Seu funcionamento básico consiste em quadros, incluindo objetivos, que são distribuídos entre colunas. Possui muitas opções de customização e pode se adaptar conforme as demandas de cada usuário.

E por último e não menos importante:

  • Projeto #matrix

 A #matrix é um escritório virtual, que traz a experiência do escritório físico, com várias salas e espaços de trabalho. As pessoas podem entrar e sair, mostrar onde estão presentes, comunicar-se e fazer videoconferências.

Como funciona?

É uma ferramenta gratuita open source funciona em três pilares fundamentais:

  • Presença. É possível ver todas as pessoas online no momento e suas interações (com quem estão falando, se estão em reunião ou se estão disponíveis).

 

  • Conversar com alguém se torna tão fácil quanto ir à mesa da pessoa e trocar duas palavras. Para citar um exemplo: a função chamada “Get” (acionada com o botão direito do mouse) avisa rapidamente que você quer falar com o seu colega de trabalho e o convida para entrar numa sala de reuniões virtual.

 

  • É possível ver quais as conversas que estão acontecendo no escritório naquele momento. O usuário pode optar por participar dessas conversas (como se estivesse batendo à porta de uma sala em que uma reunião está ocorrendo), ou ainda esperar a reunião terminar para interagir com os participantes quando eles estiverem disponíveis.

Vimos o quão útil e colaborativas essas ferramentas podem ser durante na rotina de Home Office, certo? Mas será que somente isso é o necessário para ter uma rotina de trabalho mais eficaz e produtiva? A resposta é: não! A principal medida para obter esses resultados parte de nós mesmo!

 

 

Benefícios do trabalho home office

 O trabalho Home Office pode ser benéfico em vários aspectos, tanto para você quanto para o meio ambiente, vamos ver alguns benefícios:

 

  1. Menos estresse

Trabalhar em casa com certeza é menos estressante, pois você está no seu “habitat natural”, em um ambiente mais dinâmico, confortável e, em alguns casos, na companhia de quem você ama, seja seus bichinhos de estimação ou familiares. Além disso, não temos que nos locomover para ir ao posto de trabalho, não utilizamos nenhum meio de transporte e, desta forma, aliviamos ainda mais o estresse.

O estresse é responsável por problemas graves de saúde e pode levar ao infarto. De acordo com especialistas, o trânsito é um dos grandes vilões do estresse. A busca por ganho de tempo e espaço, associados à falta de educação dos motoristas, contribui para a proliferação do estresse.

 

  1. Flexibilidade e assertividade no cumprimento da jornada de trabalho

 Em casa, não contamos com divergências ou interrupções externas que podem atrapalhar a realização do nosso trabalho, como: engarrafamentos, acidentes de trânsito, interdições, problemas com nosso veículo ou transporte público. Esses fatores fazem com que nos atrasemos alguns minutos ou até faltemos no trabalho, prejudicando a nossa jornada de trabalho, entrega de projetos, reuniões e outros eventos com hora marcada. Só temos que nos atentar e ter compromisso com o horário estabelecido pela empresa, cumprindo suas horas da forma mais assertiva possível.

 

  1. Local de trabalho adequado

Nada de ficar no sofá ou na cama para trabalhar, hein? Isso faz com que fiquemos mais cansados e dispersos. Organize um espaço de trabalho que seja a sua cara e personalize de acordo com suas necessidades. Se possível separe um cantinho seu, uma mesa, por exemplo, com seu notebook/desktop e seus utensílios de trabalho, como caderno, canetas, agenda, entre outros.

Apesar de estarmos em casa, ainda estamos trabalhando! Ter um ambiente adequado de trabalho na sua casa faz com que sua produtividade aumente.

 

  1. Conforto

 Estando no conforto e na intimidade da sua casa as ideias e a sua energia fluem muito mais, assim podemos direciona-las para o que realmente é necessário. Além disso, podemos tirar aquele cochilo na hora do almoço, preparar a nossa comida ou o cafezinho da tarde do nosso jeitinho! E claro, é importante se atentar à não passar o dia de pijama, porém as roupas para trabalho podem ser mais descontraídas e confortáveis.

 

  1. Liberdade e autonomia

 Criamos mais liberdade e autonomia para realizar as nossas tarefas, conseguimos nos organizar da forma que acharmos melhor com base na prioridade de cada assunto. Não temos distrações com nossos colegas de trabalho e líderes.

 

  1. Leis trabalhistas

 Fiquem tranquilos, todos estão assegurados pela lei. A reformar trabalhista, que já entrou em vigor, considera o trabalho Home Office como trabalho formal. A realização de atividades, como é feito e controle de jornada devem estar em seu contrato de trabalho.

A lei também estabelece o fato de que as empresas que optarem por esta opção devem oferecer todo material e equipamento necessário para o colaborador realizar o trabalho em casa.

 

  1. Economia

Em casa não precisamos gastar com restaurantes na hora do almoço, nem com combustível ou transporte público, desta forma, além e termos mais tempo com nossos familiares economizamos dinheiro.

 

Cuidados com o Home Office e o isolamento social

 

Muitas pessoas em isolamento estão ansiosas, nervosas, entediadas e as vezes sem ter o que fazer. Pensando nisso separamos algumas dicas para aliviar o estresse e a ansiedade:

 

  • Se distraia, leia um livro, assista uma série ou filme, ouça músicas que você gosta, existem diversas playlists relaxantes em aplicativos de músicas na internet;

 

  • Aproveite o boom de cursos online e gratuitos que diversas empresas estão oferecendo;

 

  • Pratique exercícios físicos, tire um tempinho para fazer um alongamento, uma sessão de polichinelos, agachamentos e etc. diversas academia estão disponibilizando uma rotina de exercícios que podem ser feitos em casa gratuitamente;

 

  • Respire fundo, controle sua respiração, conte até 10, pratique relaxamento diário, isso ajuda a controlar seu estresse e ansiedade além de fazer você dormir melhor;

 

  • Fique longe do estresse, não fique 100% antenado a qualquer notícia negativa na mídia, isso não faz bem, nossa cabeça também precisa de notícias boas, peça para te informarem caso algo realmente importante aconteça ou tenha alguma mudança significativa;

 

  • Tome um chá. A maioria dos chás possui substâncias que funcionam como calmantes suaves e podem ajudar no controle da ansiedade diária. Os chás indicados são: a passiflora, a melissa, a camomila e a valeriana.

 

  • Dedique um tempo para você, tome um banho relaxante, cuide das unhas, dos cabelos, do corpo, sinta-se bem, vista a roupa que mais gosta. Aprecie a sua companhia e a de quem você ama;

 

  • Mantenha sempre pensamentos positivos em mente, por mais que seja difícil, tente controlar os pensamentos negativos e mantenha o foco no que realmente é importante e real;

 

Esperamos que este artigo tenha esclarecido alguns pontos e ajudado no que for necessário nesse período de isolamento. A Areco oferece também soluções Home Office – caso seja do seu interesse ou da sua empresa, entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas!

Blog Sem categoria  Como migrar para o Home Office após o isolamento social

O mercado em 2018: conjunturas e perspectivas

O mercado em 2018: conjunturas e perspectivas

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Diante de tanta incerteza, há certa ordem no caos: sabemos que em 2018 haverá Copa do Mundo na Rússia, eleições presidenciais no Brasil e bastante tensão no mundo todo.

Nacionalmente, estaremos concentrados nos avanços reformistas (a Previdência, ainda pendente, é certamente o maior destaque), nas oscilações dos índices fundamentais (PIB, inflação, juros e câmbio, para citar apenas alguns) e no desenrolar da maratona presidencial (cuja epopeia ganha novos capítulos a cada dia).

Internacionalmente, permaneceremos atentos aos estremecimentos diplomáticos (em especial na relação entre Estados Unidos e Coreia do Norte), no arrefecimento de alianças (Brexit e Catalunha são bons exemplos) e, claro, na evolução do bitcoin (bem como das demais criptomoedas).

Uma coisa é certa: a economia será, independentemente do território, uma questão central nos meses vindouros.

E como lidar com as sombras que obliteram a visão do que está por vir? Para isso, infelizmente, não existe uma fórmula mágica. Trata-se, na verdade, do esforço constante para alimentar a resiliência e também da capacidade de antever cenários espinhosos — ou, quem sabe, extremamente oportunos.

O mercado para as empresas brasileiras: previsões sobre 2018

No contexto empresarial brasileiro, algumas previsões devem ser consideradas. Para minimizar os riscos e melhorar a performance geral da operação, é importante que os gestores estejam a par da opinião de especialistas que se dedicam a entender (e a prever) o dinamismo do mercado nacional.

Recentemente, em meados de dezembro, o relatório Focus sinalizou esperança no crescimento do PIB em 2018: 2,64%, representando a quinta alta consecutiva.

O mesmo documento também reforçou a previsão para a cotação do dólar, fixando-a em R$ 3,30 no fechamento do ano. Quanto à inflação, a estimativa é que caia um pouco mais: de 4,02% para 4%. No caso da taxa de juros, a expectativa é que permaneça em 7% ao ano em 2018.

No que tange ao consumo, as análises também são bastante promissoras. Seguindo o panorama de 2017, que registrou crescimento de 3,7% no varejo nacional, no próximo ano espera-se um aumento de até 5% — impulsionado por baixa inflação e juros estáveis.

De forma geral, a confiança do empresariado brasileiro pode começar a ser reavivada. E se o consumo tende a crescer, a demanda segue no mesmo caminho. Produções mais largas e expressivas são, portanto, a tendência para 2018.

No limiar de uma recuperação, as empresas precisam reconquistar e manter seus espaços. Mais do que nunca, o próximo ano será marcado pelas oportunidades, mas também pelos desafios. A missão da competitividade, na continua busca por alta performance e otimização de recursos, se tornará ainda mais evidente.

A tecnologia na gestão de 2018

Para alavancar operações, melhorar resultados e aproveitar a guinada do mercado, a tecnologia é uma ferramenta essencial às empresas competitivas. Integrar, simplificar e automatizar são as palavras de ordem — e nós podemos ajudá-lo a fazer com que elas permeiem o seu negócio.

Uma solução capaz de gerenciar todo o workflow, permitindo que usuários e líderes eliminem retrabalhos e se concentrem no desenvolvimento dos potenciais da empresa, é determinante para que o cenário favorável seja, de fato, convertido em resultados mensuráveis.

Conte conosco hoje. Conte conosco em 2018.

 

Aproveite para:

Ou, se preferir, fale com um consultor!