Solução ERP: a importância da tecnologia de gestão em organizações de diferentes portes e segmentos

Solução ERP: a importância da tecnologia de gestão em organizações de diferentes portes e segmentos

Os gestores modernos precisam desempenhar funções de liderança estratégica. Cabe a eles a missão de compreender o contexto do mercado, de identificar a demanda ideal, de preparar uma equipe competente e, claro, de criar estratégias que sustentem o crescimento sustentável do negócio.

Para isso, entretanto, é preciso dispor de mecanismos coesos, integrados e transparentes, capazes de alavancar processos e de otimizar rotinas. Na ausência de ferramentas que empoderem profissionais e facilitem a tomada de decisão, quem sai perdendo é a companhia — que deixa de explorar a máxima performance de seus recursos. A solução para esse cenário intrincado, independente do segmento de atuação e do porte da empresa, tem apenas três letras: ERP.

O poder da tecnologia de gestão

Muitos estudos teóricos, baseados na observação prática de retornos, confirmam a eficácia dos sistemas de gestão. De acordo com levantamento da InfoWester, por exemplo, manter as operações integradas torna as corporações até 26% mais produtivas.

De forma geral, não importa se a melhoria se dá na linha de produção, aumentando a produtividade da fábrica em relação ao número de peças produzidas, ou se na velocidade do giro de estoque, diminuindo os custos com armazenagem e depreciação em uma distribuidora de produtos. O reflexo é um só: menos desperdícios (de tempo e insumos) e mais resultados.

Outro estudo, dessa vez empreendido pelo IDG Research, reforça a importância da tecnologia gerencial. Segundo os dados divulgados, empresas que utilizam ERP para controlar suas rotinas crescem até 35% mais rápido que aquelas que não implantaram o software. O mesmo instituto pondera que os sistemas integrados aumentam a produtividade operacional em até 10%, representando ganhos expressivos e escaláveis.

O feedback do mercado, proveniente da análise criteriosa de organizações em atividade, é muito claro em seu diagnóstico: o investimento em tecnologia deve ser levado a sério pelos gestores mais engajados e competitivos. Melhorias de 10%, de 26% ou mesmo de 35% indicam operações mais saudáveis e caixas mais robustos.

ERP: a ferramenta comum a todo o tipo de organização

A tecnologia de gestão é uma aliada bastante democrática. Ao integrar áreas e alinhar processos de modo conciso e transparente, os softwares são eficientes em empresas dos mais variados perfis — do e-commerce iniciante, que precisa emitir poucas notas fiscais por semana, à indústria de alimentos de grande porte, que exporta para o mundo inteiro e segue regulações estritas.

Em uma pequena fábrica de autopeças, por exemplo, é possível sistematizar o PCP — da engenharia de produto ao controle de qualidade — e integrá-lo ao Comercial e ao Estoque, admitindo consultas de disponibilidade de produtos acabados (ou de seus respectivos prazos de produção) em tempo real, na ponta da negociação.

Da mesma forma, empresas de serviço podem se beneficiar com a sistematização de seus processos. Com o ERP, por exemplo, é possível automatizar o faturamento de contratos com valores fixos mensais, inclusive possibilidade a adição de serviços extras a partir do apontamento de horas trabalhadas.

O porte, assim como o segmento de atuação, há muito deixou de ser um fator limitante para a implantação de um software de gestão. Qualquer organização focada em eliminar gargalos, otimizar processos e desenvolver negócios precisa se apoiar em informações centralizadas e dados confiáveis.

Para isso, a estrutura do ERP permite, dentre uma série de atributos de flexibilidade, que sua implantação seja modular. Assim, as lideranças podem priorizar as áreas mais carentes de controle e adequar o workflow de acordo com as necessidades mais iminentes, evitando desacordos graves no Fluxo de Caixa.

É cada vez mais comum, portanto, que empresas diversas — do varejo ao atacado, da indústria aos serviços — se voltem à tecnologia gerencial como uma maneira eficaz de construir estratégias de sucesso.

Os números do mercado, assim como a experiência corporativa, demonstram que essa decisão é, de fato, certeira e urgente. Para fazer frente à concorrência, à volatilidade do consumo e às inovações disruptivas, é preciso contar com o rigor prático do ERP.

O ERP ideal para o seu negócio

A tarefa de escolher um software aderente, capaz de corresponder às demandas da companhia e de suportar o crescimento exponencial da operação, é bastante desafiadora. Para mitigar transtornos, vale caprichar na avaliação dos fornecedores mais cotados.

O Areco ERP é a solução ideal para automatizar rotinas, eliminar o retrabalho e minimizar a incidência de erros, seja na fábrica ou na gestão fiscal. Com isso, a estratégia de negócios também fica fortalecida: a tecnologia garante mais transparência e segurança na tomada de decisão.

Está começando? O Areco ERP é composto por módulos individuais que se integram totalmente, otimizando processos do CRM (Customer Relationship Management) ao BI (Business Intelligence) — e atingindo todas as etapas do workflow no seu ritmo e no seu propósito.

Já está estabelecido e precisa escalar sua operação? O Areco ERP é multimoedas, multi-empresas e multi-idiomas, reunindo uma ampla gama de telas administrativas e disponibilizando mais de 2 mil relatórios gerenciais.

Na prática, a tecnologia de gestão prova seu valor frente aos mais diversos perfis de negócio e confirma a tendência de profissionalização das empresas. Não importa o porte ou o segmento: é preciso otimizar recursos e potencializar resultados — e a solução ERP é perfeita para isso.

Quer saber mais sobre a tecnologia que vai transformar o seu negócio?

Fale com um dos nossos consultores!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *