Os 3 principais desafios das indústrias de Aço e Metal

Os 3 principais desafios das indústrias de Aço e Metal

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

As indústrias de Aço e Metal têm grande representatividade na economia brasileira. De acordo com dados do Instituto Aço Brasil, o país foi, em 2017, o 5º maior exportador líquido de aço bruto (subtraídas as importações das exportações) do mundo, produzindo mais de 34 milhões de toneladas. A indústria metalúrgica, por sua vez, também tem forte influência no desenvolvimento econômico do Brasil e, segundo o DataViva, gera quase 300 mil empregos diretos.

É natural que, diante de números tão expressivos, os olhos se voltem às potencialidades do setor e acirrem a concorrência do mercado. Para manter a competitividade e expandir operações, só há um caminho assertivo: inovar e otimizar. E, para isso, a tecnologia desponta como um recurso indispensável.

Vale, portanto, conhecer alguns dos principais desafios à produtividade e à performance das indústrias de Aço e Metal e, a partir disso, lançar mão de estratégias que favoreçam o desenvolvimento global da companhia — e do mercado. Confira!

1. Profissionalizar o chão de fábrica

Nas indústrias de Aço e Metal, a relevância de alavancar a produtividade do chão de fábrica, padronizando e profissionalizando as equipes da planta, é notável e urgente. Afinal, bons resultados operacionais geram retornos significativos e permitem um crescimento positivo e duradouro.

O aprimoramento dos times fabris, ainda que dependa de uma série de fatores estratégicos, está certamente amparado em dois atributos bastante específicos: capacitação de profissionais e disponibilidade de ferramentas.

Enquanto o aprendizado técnico deve ser pensado como um fluxo contínuo de aperfeiçoamento, viabilizado por meio de treinamentos recorrentes e formatado de forma a suprir as lacunas de cada função, as ferramentas de otimização precisam ser incorporadas de modo integrado, permeando todo o workflow e, assim, beneficiando a empresa como um todo.

Ao contar com um software capaz de padronizar as operações da fábrica, automatizando as atividades da linha produtiva, a indústria empodera seus colaboradores e confere mais segurança às demandas de rotina, limitando a interferência sistêmica e reduzindo as chance de erros manuais.

2. Otimizar recursos e resultados

Um sistema integrado de gestão — também conhecido como ERP — é sinônimo de coerência e de produtividade. Uma vez introduzida na rotina da fábrica, a tecnologia contribui diretamente para alavancar o desempenho da companhia, impulsionando resultados individuais (cada colaborador em sua função) e coletivos (cada área em suas entregas).

Para além dos recursos humanos, porém, as possibilidades de otimização são profundas e fazem toda a diferença nos balanços financeiros da empresa. O estoque, por exemplo, é uma área sensível e que exige controle consistente para que permaneça lucrativa.

Quando há falhas no monitoramento da armazenagem, é provável que também haja prejuízos. Excessos no acúmulo de lotes, bem como desorganização nas táticas de escoamento (FIFO, LIFO e FEFO, para citar algumas), são causas diretas de perdas financeiras — e comprometem a lucratividade da indústria.

Para maximizar os retornos, sejam eles humanos ou financeiros, o investimento em mecanismos de tecnologia é fundamental. Por um lado, o software integrado de gestão permite o acompanhamento do estoque em tempo real, controlando-o por unidade selecionada de medida (unidade, quilo ou metro) e, ao mesmo tempo, por peso teórico. Por outro, o ERP garante o acompanhamento dos indicadores homem/máquina, facilitando a identificação de eventuais gargalos.

3. Investir em inovação e tecnologia

Uma indústria capaz de inovar é, sem dúvida, uma empresa apta a prosperar (e não apenas a sobreviver) em um mercado cada vez mais competitivo. Para dar vazão a novos projetos, entretanto, é preciso assegurar a capacidade produtiva da empresa e criar espaço para que novos projetos — produtos ou mercados, por exemplo — sejam postos em prática com sucesso.

Neste âmbito, o ERP funciona como um suporte ao desenvolvimento operacional e estratégico, estimulando e validando inovações que endossam os retornos (e os caixas) da fábrica. Quando os líderes da setor são capazes de enxergar toda a cadeia de modo transparente, contando com o apoio de relatórios claros e atualizados, é mais fácil encontrar gaps e vislumbrar oportunidades de inovação em processos.

Da mesma forma, recursos inovadores inerentes ao sistema também alavancam o desempenho da organização. No Areco ERP, o módulo Comercial sugere um processo dinâmico, no qual há a criação de novos produtos customizados (sob demanda do cliente), automatizando não só a formação de preço, mas todas as demais etapas do processo produtivo. Além disso, no cadastro, o software também admite a especificação de ligas e dimensões, perfis e produtos — incluindo desenhos e croquis.

A Riferplast, especializada em calderaria, estamparia e ferramentaria, é cliente da Areco Sistemas EmpresariaisX anos. Confira o que Miguel, Gerente de Implantação da empresa, tem a dizer sobre os benefícios do Areco ERP nas rotinas da indústria.

 

Por que escolher o Areco ERP para a sua indústria de Aço e Metal?

A resposta é complexa e o melhor seria explicar com detalhes. De forma geral, o Areco ERP automatiza processos, elimina o retrabalho na fábrica e minimiza as chances de erro nas atividades cotidianas — reduzindo, também, o desperdício de tempo. Ao integrar departamentos e consolidar indicadores de performance, o sistema agrega clareza e segurança às decisões estratégicas da indústria.

O Areco ERP é, também, um sistema multi-moedas, multi-empresas e multi-idiomas, disponibilizando uma ampla gama de relatórios, telas gerenciais, suporte à auditoria e concessão de direitos de acesso de acordo com cada perfil de usuário. As atualizações do software são automáticas e contemplam todas as Legislações Federais e Estaduais sem custos adicionais.

 Para entender como podemos ajudar a sua indústria a obter resultados mais consistentes,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *