Curva ABC na gestão de estoques: entenda o conceito

Curva ABC na gestão de estoques: entenda o conceito

Se houve um tempo em que os estoques eram tratados com certa negligência, sendo até mesmo encarados como um capital congelado, ao invés de um valioso meio de investimentos. A realidade atualmente  é bem diferente e a Curva ABC na gestão de estoques vem como um potencializador de resultados.

Sendo assim, nas empresas modernas, os líderes da administração há algum tempo já estão convictos que a Curva ABC na gestão de estoques é uma atividade vastamente estratégica, cuja excelência na execução pode determinar a perenidade da operação e a lucratividade do negócio.

Neste contexto, a busca por ferramentas e mecanismos capazes de potencializar o controle das atividades de armazenamento, impulsionando ganhos e minimizando prejuízos, endossa o fortalecimento das metodologias e dos indicadores referentes às práticas mais eficazes de gestão.

O que é Curva ABC?

A curva ABC é um método utilizado para classificar os itens de estoque de uma empresa em três categorias – A, B e C, com base em seu valor para a empresa. Os itens A são os mais importantes, como valores que agregam à empresa, enquanto os itens C são os menos valiosos.

Sendo assim, o objetivo da análise de estoque  com a curva ABC é ajudar os gestores  a concentrar seu tempo em seus produtos mais valiosos /importantes e adaptar suas políticas de controle de estoque.

As três classificações usadas na análise ABC:

Em um depósito, existem vários itens estocados e cada um deles possui um valor diferente. Uma maneira de diferenciar produtos com base em seu valor é segmentá-los em categorias (A, B e C).

Portanto, como existem muitas maneiras de definir o  valor, essa classificação pode ser baseada em vários critérios, incluindo receita de vendas anual, margem de lucro média, volume de vendas anual ou valor de consumo anual.

  • Os itens de classificação A são muito importantes e, normalmente, eles têm um valor alto ou são vendidos em grandes volumes.
  • Os itens de classificação B são importantes, mas menos importantes do que os itens  A e mais importantes do que os itens C. Estes são normalmente de nível médio em valor de estoque e demanda.
  • Os itens de classificação C são menos importantes, comparado às duas categorias anteriores A e B, pois normalmente possui um baixo valor de estoque.

Na prática a classificação representa as porcentagens abaixo:

  • A: produtos de alto valor (consumo ou demanda) e que correspondem a 80% das vendas totais;
  • B: produtos de valor médio (consumo ou demanda) e que respondem por 15% do faturamento;
  • C: produtos de baixo valor (consumo ou demanda) e que são responsáveis por 5% das transações de venda.

Por que a Curva ABC é um bom indicador?

A curva ABC definitivamente é um bom indicador, pois categoriza o estoque, distinguindo com clareza quais são os itens mais importantes da empresa, bem como prever a demanda de forma eficaz. Dessa forma, imediatamente você saberá quais  produtos  devem ser comprados por um preço mais baixo, e com quais fornecedores desses produtos, devem ser negociados para reduzir seus preços para poderem maximizar sua margem de lucro.

Portanto, além de proteger os seus ativos, reduzir a falta de estoque e diminuir os custos com compras desnecessárias.

Qual ferramenta utilizar para a gestão  de estoque?

A curva ABC para ser eficaz, precisa ser monitorada frequentemente, por isso é essencial um software de gestão. Pois assim, automatizará o processo, evitando que os cálculos fiquem desatualizados e que os produtos se movam rapidamente entre as categorias.

Ao automatizar o seu processo de classificação de estoque, você  terá a  certeza da atualização e das reclassificações que ocorrem diariamente, para que os produtos sejam sempre gerenciados conforme a política de estoque mais relevante.

Portanto, aqui na na Areco um dos nossos clientes,  Valinhos Home Care, fala sobre a evolução que o ERP trouxe para o seu estoque, que  foi o principal departamento positivamente impactado pela implantação do nosso sistema, que facilitou operações como processos de importação, mapa de compras e ressuprimento automático.

Assista ao depoimento e veja, na íntegra, o que dizem os gestores da empresa:

Blog  Curva ABC na gestão de estoques: entenda o conceito

Conclusão

Podemos afirmar que a curva ABC é um método pertinente às empresas que precisam gerenciar seus estoques com a missão de otimizar os recursos investidos.  Ao automatizar a operação e simplificar os processos, agregando mais segurança ao manejo de dados e garantindo mais credibilidade às análises estratégicas.

Deseja melhorar a gestão do seu estoque e impulsionar os resultados do seu negócio? Fale com um consultor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *