Candidato Ideal para Indústria: saiba como contratar

Candidato Ideal para Indústria: saiba como contratar

No papel, qualquer candidato que sua equipe encontrar pode parecer ótimo. Boas habilidades, experiências anteriores relevantes e um currículo estruturado. Porém, se não corresponder à cultura da sua empresa, existem grandes chances daquela contratação, ao longo do tempo, não ser exatamente o que consideramos o candidato ideal para indústria.

Neste artigo vamos explicar por que você deveria reservar um tempo para criar seu candidato ideal para ter resultados ainda melhores com a contratação.

Boa leitura!

O que é o Candidato Ideal?

Candidato Ideal é um termo que surgiu do inglês “Candidate Persona” para caracterizar justamente o Candidato Ideal através da construção de uma “Persona” para a fase de contratação. Persona é uma representação semi-ficcional do seu candidato ideal. Os profissionais de Recursos Humanos precisam definir suas personas para ajustar suas estratégias de recrutamento de talentos que desejam atrair para suas empresas.

Criar personas ajuda a guiar seu processo de contratação e a identificar o talento mais adequado para sua organização. Sem a construção da Persona, será difícil para a equipe de RH avaliar os currículos que chegam ou saber qual perfil do LinkedIn é o mais ideal para aquele cargo.

A construção da Persona vai te auxiliar a:

  • Obter um entendimento profundo dos requisitos de comportamento e qualificações;
  • Criar sua estratégia para obter os candidatos certos;
  • Criar material de recrutamento (descrição da função, formulário de inscrição, materiais introdutórios, e-mails) para obter mais candidatos.

Personas:

As personas, tradicionalmente, têm sido usadas em marketing e ajudaram vários profissionais da área a aumentar a eficiência de suas campanhas de marketing. Aqui podemos definir a persona de marketing como:

  • Um perfil semi-ficcional composto de um segmento-chave do seu público-alvo. Para fins de marketing de conteúdo, você precisa de personas para ajudar os profissionais de marketing a fornecer o conteúdo que seja mais relevante e útil para o seu público.

Dentro do mesmo raciocínio, uma “candidate persona” pode ser definida como:

  • Um perfil semi-ficcional composto de um segmento-chave dos seus candidatos. Para fins de recrutamento, você precisa dessas personalidades para auxiliar na criação de estratégias que serão mais úteis e relevantes para obter candidatos ideais para uma vaga.

Criar a sua Persona não é nenhum bicho de sete cabeças! A seguir fizemos um passo a passo para a criação do Candidato Ideal.

Definir sua persona pode trazer diversos benefícios:

Atrair as pessoas certas

Se você tem uma persona claramente definida, é mais fácil atrair o candidato ideal para indústria. Logo a taxa de rotatividade é reduzida. Quando você se concentra em contratar seu candidato ideal, reduz a possibilidade de pessoas deixarem sua indústria porque elas não se adequaram à cultura, além de melhorar a experiência do candidato ao longo da sua carreira dentro da corporação. Recrute pessoas adequadas à cultura da sua empresa.

Recrutamento aprimorado

Ter uma estratégia de recrutamento bem-sucedida é impossível sem saber quem é seu candidato ideal. Definir a persona diminuirá o tempo e o custo de contratação. Quando você contrata diversos candidatos ideais para indústria, consequentemente garante qualidade para novas contratações. Além de melhorar a relação do consumidor com a sua marca e a reputação da empresa como empregadora.

Ao contratar candidatos ideais, há uma grande chance de eles se tornem seus embaixadores de marca. Isso acontece porque eles se identificam com a cultura, com os produtos e/ou serviços e com o time. Você oferecerá um ambiente de trabalho em que, além dele acreditar, ele profetizará a marca através de redes sociais, conversas com parentes e amigos, etc.

Definir seu candidato ideal para indústria, mais do que acertar na contratação, fazer um time forte para trabalhar ou criar embaixadores de marca, ajudará você a garantir a satisfação dos funcionários. Os funcionários que se encaixarem bem na sua empresa, consequentemente estarão muito mais satisfeitos com seus empregos.

Então como criar o Candidato Ideal/Persona?

Antes de criar a Persona, você precisa primeiro ter uma base. A criação da Persona começa com a coleta de informações, análise dos dados pré-existentes para encontrar padrões e depois trabalhar em cima dessas informações.

Juntando informações:

Separamos aqui quatro maneiras pelas quais você pode obter informações relevantes:

1. Faça uma entrevista com todas as partes interessadas

Antes de criar uma vaga de emprego, é importante entrar em contato com todo mundo que estará envolvido no processo da contratação daquele candidato. Isso garante que todos da equipe de contratação estejam sintonizados.

Realizar essa entrevista primeiro com as pessoas envolvidas te ajudará a ter uma ideia das características que elas procuram em um candidato. Procure essas pessoas com perguntas pré-definidas. Algumas dessas perguntas podem ser:

Cargo:

Empresas do mesmo segmento podem ter uma nomenclatura diferente para o mesmo cargo. Por exemplo: se você está contratando um Analista para a área de PCP, ele pode ser chamado de “Analista de Processos Industriais”, “Analista de PCP” ou “Analista de Gerenciamento de Produção”. No entanto, ao escolher um cargo, tente garantir que o mesmo seja favorável ao SEO e possa ser descoberto em painéis de empregos, mecanismos de busca, LinkedIn etc.

A empresa em que trabalham:

A equipe de recrutamento em muitos casos já possui uma lista de possíveis empresas-alvo nas quais o candidato poderia estar trabalhando. Pergunte à sua equipe de contratação quais são as empresas que eles procuram na fonte.

Público-Alvo ou Candidatos-Alvo:

Onde os candidatos ideais devem estar localizados demograficamente falando? Qual deve ser a idade e a experiência? Qual é o salário esperado para o cargo?

Habilidades:

Você deve perguntar às pessoas envolvidas nos processos de contratação quais são as habilidades diferentes que o candidato deve ter. Isso ajuda a restringir seus critérios de pesquisa quando você está pesquisando. Tente realizar uma lista adequada de habilidades para aquela área e iterá-la à medida que avança na sua jornada de definição da sua persona.

Qualificações e certificações educacionais:

A contratação terá como alvo cursos, graus ou universidades específicos? Qual deve ser a formação educacional do candidato? Eles deveriam ter alguma certificação? Se sim, de onde e em quê?

Fator determinante:

O que deve brilhar os olhos do seu candidato? Na entrevista, eles provavelmente estarão entusiasmados com certas tecnologias ou direcionados para uma certa visão. Quais valores fazem parte do entusiasmo do candidato com esta carreira?

As respostas para as perguntas acima fornecem uma perspectiva sobre o Candidato Ideal.

2. Entreviste os membros da equipe

As características dos membros da equipe são um bom indicador da personalidade do candidato. O estudo eficaz dos membros da equipe ajudará você a entender o que o candidato ideal deve ter para ter sucesso na função. Você normalmente precisa entrevistar de 2 a 3 pessoas da equipe para obter essas características. Não há um número fixo, mas você deve parar quando sentir que as respostas às perguntas agora começam a ficar repetidas. Pergunte à sua equipe sobre:

Motivação:

O que motiva seus colaboradores no trabalho? Por que eles se candidataram à sua empresa em primeiro lugar e o que os mantém trabalhando nela?

Objetivos:

Pergunte a eles sobre suas carreiras e objetivos pessoais. Onde eles querem estar depois de X anos? O que eles querem/pretendem alcançar? Existem objetivos pessoais específicos, como educação, casamento, apartamento etc., que são uma parte crucial da vida pessoal deles.

Interesses:

O que eles fazem no tempo livre? Visitam algum site específico? O que eles gostam de ler? Onde eles leem? Onde eles passam o tempo deles quando estão online?

Habilidades e Cultura:

Quais habilidades os ajudam a ter sucesso no trabalho? O que eles gostam sobre a cultura da empresa?

3. Entrevistando os candidatos

Entrevistar os candidatos e membros da equipe ajuda a criar uma hipótese sobre a Persona. Mas uma hipótese não testada pode ser malsucedida. Faça as perguntas acima para os candidatos, bons e ruins. Os candidatos que não se adequarem ao perfil semi-ficcional (Persona) claramente não serão adequados para o cargo.

Perguntas para serem feitas durante a entrevista:

Por que este candidato se interessou pela sua empresa? Quais conclusões fizeram ele achar que este trabalho será diferente do anterior? Do que ele gostou? Onde ele passa o tempo online dele?

Compreender sua Persona ajuda a mapear a personalidade interna da sua empresa no mundo real. Se sua hipótese for verdadeira, a maioria dos candidatos considerados bons para a sua empresa seguirá as características da Persona criada. Você também deve analisar a resposta de candidatos considerados não ideais e avaliar o que não se encaixa no perfil da persona.

4. Use os dados para encontrar informações

Seus dados pré-existentes também são uma fonte valiosa da criação da sua Persona. Mergulhe nos dados dos candidatos e encontre insights valiosos. Qual fonte me oferece mais candidatos de qualidade? Quais faculdades eles cursaram? Para que tipo de empresa eles trabalham?

Você também pode gostar desse conteúdo:

Chegou a hora de usar a sua pesquisa para criar o seu candidato ideal para indústria

Nesta altura, você já reuniu informações suficientes de suas entrevistas com colaboradores e candidatos. Você também já descobriu algumas informações através de dados coletados. Agora você precisa encontrar tendências e semelhanças nos dados coletados para criar uma Persona. Você pode ter uma única Persona se a vaga for menor ou criar várias personas caso as vagas sejam maiores.

A seguir, será apresentado um modelo de Persona para preenchermos passo a passo:

Primeira etapa: quem é seu candidato?

O primeiro passo é dar à sua persona um nome para personificar as características. Com base em suas entrevistas e dados coletados, preencha os detalhes demográficos, como possíveis designações, empresa atual, conjunto de habilidades, formação educacional etc.

Conversar com seus candidatos e colaboradores fornecerá uma imagem clara das habilidades e interesses do candidato. Esse processo também destaca onde seus candidatos passam o tempo online. Esses canais podem ser realmente eficazes quando se trata de saber onde procura-los ou por onde atrai-los.

Segunda etapa: o que define o seu candidato ideal?

Esta etapa é subjetiva e deve ser interpretada a partir das entrevistas. Aqui você precisará descobrir quais são os objetivos da empresa, as objeções, qual o fator determinante para escolher o candidato ideal para indústria. Esses fatores precisam estar ajustados com base nos dados coletados. A identificação de padrões nas respostas ajudará você a alcançar esse objetivo.

Blog  Candidato Ideal para Indústria: saiba como contratar

Criar uma persona não apenas ajuda a integrar toda a equipe, mas também ajuda a descobrir as características que funcionariam melhor para uma posição. Isso também ajuda a economizar tempo desperdiçado no processo de terceirização e recrutamento de candidatos não ideais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *